Enoturismo – Herdade dos Grous

Ah pois, isto de fazer férias cá dentro tem muitas vantagens…
Aproveitamos e fomos explorar a Gastronomia Regional Alentejana… Sim nos posts anteriores já devem ter reparado que andamos por lá, mas fizemos questão de ir visitar esta Herdade em particular.

Estamos a falar de 793 hectares (aproximadamente 900 campos de futebol), virada para a exploração vinícola e agropecuária. Possui alojamento para quem quiser ficar a aproveitar os jardins, a “infinity pool” com vista para um lago de 98 hectares, e tudo o resto que ainda vamos falar de seguida.

Chega de introitus, e vamos falar da nossa experiência.
Fomos recebidos de braços abertos nesta Herdade, pelo Chef Rui Prado, que é a pessoa responsável pelo restaurante. Tivemos a oportunidade de nos sentar à mesa com ele, e trocar dois grandes dedos de conversa enquanto nos deliciávamos com aquele almoço.
_MG_1749
O Chef Rui Prado foi influenciado pelos sabores da cozinha da sua avó. Fugiu do seu Algarve e foi para a Herdade dos Grous em busca de ingredientes com sabor. Aquele sabor que todos nós sabemos e temos na memória como: “antigamente comia tomate e sabia mesmo a tomate”, ou “as cenouras eram mesmo doces”. Renovou a carta deste restaurante e fez um casamento perfeito entre os Vinhos da região e a Comida Tradicional Alentejana. Faz excelente Gastronomia, com os produtos de grande qualidade que esta terra tem para oferecer.
Começamos por umas entradas repletas de sabor: manteigas caseiras, cenouras à Algarvia, patê, queijo e azeitonas.
Por vezes a simplicidade usada na combinação de produtos de qualidade excelente, faz pratos inesquecíveis. Um desses é a tiborna que aqui comemos… Segundo o chef a receita é muito simples: pão alentejano aos pedaços partido à mão, vai ao forno a tostar, no fim azeite e flor de sal. Simples, mas podem bem acreditar que é DELICIOSO!!
_MG_1654
De seguida uma sopa de abóbora que acho que nunca vou esquecer. Eu que não sou fã de abóbora, no fim passei pãozinho no prato só para poupar trabalho a quem lava a louça. Mas que sopa. Os legumes são previamente assados no forno, e desta maneira não perdem sabor, e quando são transformados em sopa transformam-se numa complexidade de sabores riquíssima..
_MG_1657
Seguiu-se uma carne impecavelmente grelhada e saborosa e terminamos com um pijaminha de sobremesas típicas do Alentejo.
No fim do almoço juntamente com o café, mais um miminho. Trufas de chocolate servidas como verdadeiras peças de ourivesaria..
_MG_1674
Terminado o almoço e, como se ainda não bastasse, o Chef fez-nos uma visita guiada pelo edifício principal, pela Adega e pelo resto da Herdade. Aproveitamos para agradecer ao Chef Rui Prado por toda a gentileza que teve connosco.
_MG_1679
Após tudo isto e para ajudar a digestão decidimos fazer umas provas dos seguintes vinhos:
Herdade dos Grous Branco Reserva
Herdade dos Grous 23 Barricas
Herdade dos Grous Moon Harvested
Herdade dos Grous Tinto Reserva
Herdade dos Grous Late Harvest
_MG_1756_MG_1757_MG_1758_MG_1760_MG_1761_MG_1763_MG_1766_MG_1769_MG_1780
Provamos também por curiosidade, vinhos do novo projecto no Douro:
Quinta do Valbom 2012
Quinta do Valbom Reserva 2012
_MG_1773
Aqui os vinhos são todos muito bons, mas muito bons mesmo. Mas para os meus gostos pessoais há um que merece destaque, o Herdade dos Grous Moon Harvested. Todos nós sabemos que a influência da Lua é grande em tudo. Aqui levam isso muito a sério e fazem o processo de vindima manual durante o ciclo de maior influência pela lua no transporte da seiva na vinha. Resultado? Este maravilhoso vinho….
Se quiser relaxar e descansar no coração do Alentejo a Herdade dos Grous é uma boa sugestão. Mas se para além disso quer degustar vinhos de uma qualidade excepcional, e saborear boa comida tradicional Alentejana, este local é obrigatório. Não esquecer que no fim podem sempre fazer umas comprinhas daquelas bem boas na loja.
 _MG_1724_MG_1728_MG_1729_MG_1730_MG_1731_MG_1732_MG_1748
Cheers,
João