Hemingway

– “Tens que ir ao Hemingway… Tem uns Gins incríveis” disse-me o João há uns tempos atrás.
A sério que ele me conhece assim tão mal? A tentar convencer-me a ir para os Carvalhos com intenção de provar Gin…
– “Também têm uns mojitos bem bons e umas tapas de categoria!”

– “Vamos lá amanhã?” respondi.Ernest Miller Hemingway foi jornalista e escritor, escreveu, entre outros, O Velho e o Mar, ganhou o Pulitzer em 1953 e o Nobel da Literatura em 1954, morou entre a Flórida e Cuba, foi casado 4 vezes, usava barba e às vezes só bigode e suicidou-se aos 61 anos… E assim se resume uma vida.

Em homenagem ao senhor, o Pedro e mais dois amigos (que entretanto já não fazem parte da sociedade), antigos donos do Iber Bar, decidiram abrir um gastropub com tapas bem gostosas e uma variedade formidável de gins. Têm também muitas outras opções de bebidas, incluindo até vinho a copo.

Sente-se a influência de Hemingway na decoração do espaço e na aparência do menu. Rodeados por expressões do autor, recortes de notícias relativas aos seus feitos e apontamentos do seu trabalho pedimos umas tapas para experimentar o que a casa tem para “oferecer” às bocas esfomeadas que por aqui aparecem. Provamos as batatas bravas, o polvo à galega, os cogumelos ao alho tudo a preços muito convidativos (2,5€ a 4€). Para sobremesa o petit gateau de chocolate e a mousse de after eight, na minha opinião a combinação do sabor do chocolate com hortelã é perfeita sem ser demasiado doce e enjoativo.

Voltamos alguns dias depois para continuar a descobrir o menu. As bruschettas são deliciosas e enormes! Não se deixem enganar pelo preço, se a comerem como entrada vai sobrar pouca fome para o resto… E a mais recente novidade: cachorrinhos em pão tostado e partido em pequenas porções que se comem facilmente entre dois dedos de conversa. Divinal.

Não se esqueçam que é um pub e que é o Gin que atrai mais pessoas à casa. O pequeno canto do gin está recheado de garrafas de diversas marcas, aromas e sabores. Não vou alongar-me muito no assunto porque como sabem eu prefiro quase sempre as alternativas… Caipirinhas, Mojitos ou vinho a copo é mais a minha praia.

Um local relaxado e muito acolhedor ideal para um copo com amigos ao final da tarde ou um jantar casual onde nos perdemos nas horas à conversa.

Boas garfadas,
Eva