Cevadotto de bacon e cogumelos frescos

“Ora, se o Sr. Eng. João Lameiras consegue cozinhar cevadotto eu também devo conseguir”, pensei eu quando finalmente, e depois de muito procurar, lá encontrei na maravilhosa mercearia tradicional a Pérola do Bolhão os lindos grãos de cevadinha.
Pelo sim, pelo não e porque foi o único local onde provei os mais variados e deliciosos cevadottos, procurei uma receita da Casa de Pasto da Palmeira, cuja cozinha tem como maestro o Chefe João. Encontrei uma receita de cevadotto de presunto e queijo da Serra apenas para me orientar na melhor forma de cozinhar a cevadinha mas alterei os ingredientes para que os meninos cá de casa não se queixassem do cheiro a chulé como acontece sempre que há queijo da Serra na minha cozinha e se recusassem a comer.
Ingredientes para 4 pessoas:
– cevadinha (1 chávena grande)
– azeite
– bacon
– cogumelos frescos
– tomilho
– sumo de meio limão ou lima
– meio copo de vinho branco (não tinha vinho branco aberto e optei por usar vinho do Porto)
– caldo de carne preparado à parte (ou apenas água quente)
– meia chávena de queijo parmesão ralado
Lava a cevadinha numa peneira e coze-a numa panela com água, sal e azeite (a quantidade de água deverá ser o triplo da de cevadinha) até ficar com o aspecto de arroz seco. Prova para confirmares que está cozida mas ligeiramente al dente, que, no caso da cevadinha, corresponde a uma consistência levemente borrachóide (fotos 1, 2 e 3).
Quando a cevadinha estiver já numa fase adiantada da cozedura, salteia o bacon (em tiras ou cubos) em azeite e deixa cozinhar um pouco (foto 4). Entretanto lava e corta os cogumelos frescos em fatias e junta-os ao bacon (fotos 5, 6 e 7). Acrescenta uns raminhos de tomilho (foto 8). As ervas aromáticas ficam sempre bem! Mexe de vez em quando e vais reparar que os cogumelos libertam muito líquido que irá servir mais tarde para substituir o caldo que será necessário para acabar de cozinhar a cevadinha.
Quando a cevadinha estiver seca (tipo arroz) passa-a novamente com ajuda da peneira por água fria para retirar o excesso de goma e junta-a ao bacon e cogumelos (fotos 9 e 10). Mexe bem, acrescenta o vinho e o sumo de limão e deixa cozinhar em lume brando.
A última fase da preparação deste cevadotto assemelha-se muito à técnica utilizada na preparação de um risotto, assim como a aparência final do prato, daí o nome… cevadotto. Deve ser acrescentado aos poucos caldo de carne ou apenas água quente à medida que o líquido dos cogumelos, o vinho e o sumo de limão vão sendo absorvidos pela cevada. Eu só precisei de acrescentar um bocadinho de água mesmo na fase final.
Quando a cevadinha apresentar um aspecto semelhante a risotto acrescenta-se o parmesão ralado, mexe-se bem e está pronto a servir! (fotos 11 e 12)
1. 2.

3.
4.
5. 6.
7. 
8.  
9.
10.
11.
12.

Bem gostoso. Um pouco fora da minha zona de conforto mas recomendo que experimentem!

Boas garfadas,
Eva