Rota das Estrelas, The Yeatman

Eu sei que disse há menos de 2 meses que as visitas ao The Yeatman só se repetiriam muito de vez em quando mas… a sério, acreditem… teve mesmo que ser.
Descobri por acaso no site do Hotel que iria decorrer entre os dias 5 e 7 de Junho a Rota das Estrelas. Prometia juntar uma considerável quantidade de chefes galardoados com Estrelas Michelin na preparação de experiências gastronómicas muito interessantes. Escolhemos o dia 6, Kitchen Party, um jantar volante com showcooking.
Aqui ficam alguns dos pratos que pudemos provar:
Chefe Ricardo Costa (The Yeatman, Vila Nova de Gaia) 
Lombo de bacalhau cozinhado lentamente, sames com espinafres e notas de café
O gentil e acolhedor anfitrião. Apresentação deliciosa. Sabor em consonância.

Chefe Michel Van Der Kroft (‘t Nonnetje, Holanda) ★
Carabineiro, bacalhau, alcachofras, azeite de chouriço e azeite de salsa

Bem bom!!

Chefe Miguel Vieira (Costes, Budapeste) 
Lírio dos Açores marinado, pepino, tártaro de maçã e abacate
Confidenciou-nos que “conheceu” o Lírio no dia anterior. Acabou por resultar muito bem.

Chefe Benoît Sinthon (Galo D’Oro, Funchal) ★
Sensação de foie gras, pêra rocha e vinho da Madeira, bolo de mel e nozes caramelizadas

Gerou discórdia entre os presentes. Eu adorei, mas houve quem não gostasse…

Chefe Henrique Sá Pessoa (Alma, Lisboa)
Creme frio de tomate e erva príncipe com robalo marinado e gengibre
Absolutamente divinal. Fresco!
 
Chefe Paulo Morais (Umai, Lisboa)
SushiJá comemos melhor no seu restaurante, chefe. Mas aceita-se.
Futuro Chefe Miguel Gameiro
Cozido à Portuguesa
Super amoroso. Já ganhou 4 primeiros clientes para o seu restaurante. Prato muito original.
Chefe Edgar Rocha (Eleven, Lisboa)
Bochecha de porco bísaro confitado com couscous de legumes
Curiosamente muito acima das expectativas. Sabor delicioso…
Chefe Marlene Vieira (Avenue, Lisboa)
Tamboril e ostras, estufados de legumes em caldo de mar e terra
Reparem bem na beleza deste prato… Haja alguma menina para salvar a nossa honra.
Durante o decorrer do jantar abordaram-nos inesperadamente “vai decorrer na cozinha mais uma surpresa de show cooking pelo Chefe Ricardo Costa, se quiserem participar“. Oh minha senhora, é já!
Os subchefes e colaboradores do anfitrião prepararam, para nosso deleite, mini-francesinha e vieira xpto (não me recordo dos pormenores tal era a emoção…). Foi único e provavelmente irrepetível.
Por entre os vulgares provadores como nós encontramos Dieter Koschina do Vila Joya, duplamente estrelado pelo guia Michelin. Anualmente, durante o mês de Janeiro, organiza o já conhecido festival “Tributo a Cláudia“, onde junta alguns dos seus dotados amigos e organiza serões culinários muito apetecíveis.
Sr Koschina, está na nossa bucket list.
Não vou perder tempo a contar-vos sobre a quantidade incrível e variedade imensa de queijos, pães, vinhos, compotas, doces e enchidos em prova.
Passámos finalmente às sobremesas.
Chefe Rui Costa (Marbela, Esposende)
Esta sobremesa estava A-B-S-O-L-U-T-A-M-E-N-T-E deliciosa. Merecia um post dedicado em exclusivo.
 
Gazpacho de mirtilos e cheesecake de mirtilos, lima e gelado de iogurte.
Não provei. Se fosse agora não me escapava.

 

Ovos moles e a sua confecção.
Palavras para quê?

Para terminar, uma enorme variedade de vinhos do Porto. Em destaque esteve um Dow’s Vintage de 1985 aberto por dégorgement a fogo. Muito nível.

 

Sob o céu nublado não resisti mais uma vez a concluir que não há cenário mais bonito para saborear este Porto que escorre no copo e tão bem escorrega na garganta.

 

Tenho uma última confissão a fazer… No dia 3 de Julho vai decorrer a Sunset Wine Party e há alguma probabilidade de eu marcar presença. Não é que eu já tenha reservado lugar… Nada disso… Só estou a ponderar.
Alguém alinha?
Boas garfadas,
Eva